Comentário de “O Inverno das Fadas” no blog Banana Pirata

A Luana ou Banana (como ela diz no site) colocou “O Inverno das Fadas” na sessão I Want You So Bad do blog Banana Pirata. Nessa área ela comentou sobre o livro.

Link original:

http://bananapirata.blogspot.com.br/2012/08/i-want-you-so-bad-5.html

Comentário:

Como vão caros leitores? Este é o #5 I Want You so Bad do Blog Banana Pirata, mas é o meu primeiríssimo, irei falar sobre um livro que ao ver na estante da Saraiva me apaixonei de cara, primeiro, pois a autora é a linda da Carolina Munhóz, minha diva, e segundo porque é o mesmo tema de um dos meus livros marcantes A Fada.

A autora Carolina Munhóz nos conta essa história com primazia, mostrando que o mundo da fantasia para jovens ainda pode render sucessos e obras que vão muito além do simples passar de tempo.
PAREM TUDO O QUE ESTÃO FAZENDO NESTE INSTANTE E OBSERVEM ESSA CAPA SUPER DIVA *O*, que linda meu Deus! Que foda essa sinopse, sério, eu estava querendo uma nova obra da Carolina para me apegar hahaha, e agora achei! Eu estava com a Lu e mais alguns amigos no Starbucks da livraria Saraiva no shopping, comprei a minha bebida (não lembro o nome pois quem pediu pra mim foi a Lu, além do que fiquei tentando decifrar o hieróglifo que o cara escreveu no lugar do meu nome ¬¬’) e fui com a Luana pegar um livro para ler enquanto tomávamos o nosso café, eu garimpei a Saraiva e achei O Inverno das Fadas, consegui ler 5 páginas do primeiro capítulo, e sinceramente, acho que estou com mais um caso de paixonite literária, sério… A noticia boa? Irei comprá-lo na Bienal; Outra noticia boa? Irei levar para a Carolina autografar; Mais uma noticia boa? Irei levar A Fada para ela autografar também! AAAAAAHH, surtando para ler esse livro, bom pessoal até a próxima resenha, nos vemos por entre as linhas do blog!

Posted in Atualizacao, O Inverno das Fadas, Site | Leave a comment

Resenha de “A Fada” no Choconatos

O blog Choconatos resenhou meu primeiro livro “A Fada”. Vamos conferir?

Link original:

http://choconatos.com/home/a-fada/

Resenha:

 

Quem não acredita em fadas? Essa pergunta é feita não só em Peter Pan, também é feita nesse livro por Melanie Aine das Fadas.

E quem é Melanie Aine?

Mel é uma menina solitária, e no seu aniversário de 18 anos, ela acaba ficando mais sozinha, pois ao fim da noite, uma estranha marca de uma fada aparece em seu corpo, e ao mesmo momento, seu pai morre.

Alguns meses depois, ela retorna a floresta que fica perto de sua casa para fazer um ritual, e depois de encontrar com sua mãe (A humana que governa Fairyland), e de ter uma briga, volta para a nossa dimensão e depois de tudo que acontece pelo seu surto de raiva, ela conhece Arthur.

Arthur Wales, um bruxo, a acolhe em sua casa, e a partir dessa parte o romance começa. Então chegamos à parte que nossa heroína começa a ter conflitos amorosos com o rapaz. Brigas ali, beijos aqui, Melanie descobre que seu destino não é ao lado de Arthur.

Após descobrir seu destino, ela segue sua vida, e Arthur a dele, e eles se encontram 20 anos mais tarde.

Adorei o livro. É uma leitura leve, mas quando as coisas começaram a acontecer, o livro foi me envolvendo de forma que eu não queria parar de ler. Mas mesmo assim, acho o livro um romance para adolescentes, mas eu recomendo para todos que querem ler algo diferente do seu convencional, ou querem ler alguma outra história sobre fadas.

O que eu mais gostei foi que a escritora é BRASILEIRA! Não encontro muitos livros sobre esses assuntos mágicos escritos por brasileiros.

Enfim, Carolina Munhóz fez um belo livro, A Fada, mas também, uma fã de e Peter Pan não podia ter deixado uma história sobre o nosso destino ficar ainda melhor envolvendo nossos amores da literatura britânica.

 

Posted in Atualizacao, Resenha, Site | Leave a comment

Matéria no jornal O Globo – Rio – Barra

Saiu uma matéria no caderno da Barra do jornal O Globo sobre literatura e fui um dos destaques.

Link original: http://oglobo.globo.com/barra/sangue-novo-nas-estantes-das-livrarias-5747745 

Sangue novo nas estantes das livrarias

Autores da Barra relatam a alegria e as dificuldades do início da carreira e o universo da literatura que os rodeia

Revelação. A escritora Carolina Munhoz, de 23 anos, com “O inverno das fadas” Laura Marques

Há novos autores nas estantes das livrarias da Barra. São jornalistas, advogada e professores, que estrearam recentemente na literatura e, mesmo com as dificuldades de iniciantes, decidiram investir pesado na carreira de escritor.

O primeiro desafio é publicar o livro, pois não é fácil emplacar a obra pelas grandes editoras. A publicação, geralmente, sai por empresas menores, e o problema passa a ser a distribuição, pois a abrangência dos pontos de venda tem limite.

Nada disso desmotivou a jornalista e escritora paulista Carolina Munhoz, moradora da Barra:

— Escrevi meu primeiro livro, “A fada”, aos 16 anos, mas só consegui publicar quatro anos depois. Eu ligava para as redações de grandes jornais, TVs e revistas para divulgar o meu trabalho e, assim, reunir as matérias e levar para as editoras.

Ela conseguiu. “A fada”, livro de literatura fantástica, foi o terceiro mais vendido da editora na Bienal do Livro, em 2011, e a autora eleita a melhor escritora jovem de 2011 pelo Prêmio Jovem Brasileiro. Ela acaba de publicar “O inverno das fadas”:

— Sou a primeira escritora brasileira a publicar pelo selo Fantasy da Casa da Palavra, criado para literatura fantástica. A primeira edição do “Inverno” teve sete mil exemplares vendidos, e é o quinto livro mais vendido do Submarino — diz Carolina, que está no livro “Geração subzero: 20 autores congelados pela crítica, mas adorados pelos leitores”, em que escreveu um conto sobre fadas.

Posted in Atualizacao, Jornal, O Inverno das Fadas, Reportagem, Site | Leave a comment

“O Inverno das Fadas” no Ancelmo Gois – Bienal do Livro de SP

Link original:

http://oglobo.globo.com/rio/ancelmo/posts/2012/08/13/gois-na-bienal-de-sp-ii-459987.asp

 

“O gênero fantástico ganha cada vez mais leitores no Brasil. Um dos autores que tinha longa fila de autógrafos, que durou mais de duas horas na Bienal de São Paulo, foi o carioca Raphael Draccon, que lançou “Dragões de Éter” (Leya), seu quinto livro na editora.

A faixa etária dos leitores dele vai dos 8 aos 40 anos.  Ele vem a ser companheiro de Carolina Munhóz, que faz sucesso com “O inverno das fadas” (Casa da Palavra).”

Posted in Atualizacao, O Inverno das Fadas, Site | Leave a comment

Entrevista no blog Vida de Leitora

Dei uma entrevista para o blog Vida de Escritora. Querem ler? Vamos lá comentar!

Link original:

http://vidadaleitora.blogspot.com.br/2012/08/nova-parceria-entrevista-autora.html

 

Entrevista:

Vida de Leitora: Muitas coisas podem inspirar um escritor. Qual foi sua maior inspiração para escrever seu primeiro livro? Amigos, alguma viagem, algum livro…

Carolina Munhóz: Um sonho quando eu tinha 16 anos. Estava passando por uma fase difícil e em uma noite em que chorava e pedia para tudo melhorar, tive um sonho com uma fada linda. Toda a história do livro me veio naquela noite e no dia seguinte comecei a escrever. No terceiro capítulo percebi que estava criando um livro, então esse sonho e minha fé foram as principais inspirações.

V.D.L: Segundo a revista Época, você é candidata a seguir os passos de Cassandra Clare. Como se sente sobre isso? Você conhece o trabalho da autora, acha que seu estilo de escrita lembra algo dela?

C. M: Fiquei muito feliz com a matéria. Tenho um grande respeito pela escritora Cassandra Clare e sei o quanto ela é querida. Acompanho sua carreira desde a época de suas fanfics. Eu mesma comecei minha carreira assim, pois aos 12 anos escrevi a fanfics e songfics de Harry Potter. Fui comparada a Adornetto e a Clare porque fomos publicadas muito jovens e de alguma forma nos destacamos. Elas duas conquistaram espaço no New York Times Bestseller List. Eu mesmo em editora pequena estava saindo em alguns grandes veículos. A Revista Época quis dizer que tenho chance de seguir esses passos.

Eu já li Cidade de Ossos e estou lendo Halo. Gosto do estilo de escrita da Cassandra Clare e me identifico. Ela também usa assuntos pesados em seus textos. Acho que nisso somos parecidas, mas não na escrita propriamente dita.

V.D.L: Sabemos que escritores nacionais encontram muitas dificuldades para escrever. Qual foi o maior obstáculo que você encontrou como escritora? O que você fez para resolvê-lo?

C.M: Meu maior obstáculo foi ser publicada. Demorou quatro anos para que eu conseguisse ser publicada por uma editora pequena. Depois fiquei dois anos fazendo minha própria assessoria de imprensa para sair na mídia e conseguir uma boa clipagem. Só com isso consegui uma grande editora. Hoje são oito anos de carreira.

Um bom tempo que foi necessário. O importante é que não desisti dessa luta e sempre aconselho os jovens escritores a também não desistirem. São poucas as vagas, infelizmente, mas elas existem.

V.D.L: Você viajou por muitas partes do mundo. De que forma isso contribuiu para sua escrita?

C.M: Sempre fui muito aventureira. Amo viajar e me sinto livre toda vez que faço. Quando coloco um país na minha cabeça, trabalho bastante para juntar o dinheiro necessário e embarco o mais rápido possível. Nessas viagens aprendi muito sobre a vida e sobre outras culturas. Estive na Inglaterra duas vezes e isso com certeza me ajudou na criação de “A Fada” e de “O Inverno das Fadas”. Sem contar que nas viagens acabo aprendendo mais sobre o mercado exterior e conhecendo outros escritores.

V.D.L: Que cinco dicas você daria para os escritores que estão começando agora?

- Leia MUITO. Isso é essencial. É importante para sua formação como escritor e para sua noção de mercado.

- Escreva todos os dias, mesmo que não seja exatamente um livro. É importante treinar a criação de frases e diálogos. Um simples e-mail é uma forma de exercício. Escrever é uma profissão e como todas as outras é preciso praticar todos os dias.

- Aproveite as redes sociais, mas use com bom senso. Hoje é muito fácil acompanhar a vida de escritores que admirados e assim podemos aprender com eles. É também importante para um escritor estar em todas as redes sociais e ativo nelas. Só que é necessário tratar isso como parte do seu trabalho e escolher bem os posts. Causar intrigas, criticar muito e falar coisas pessoais demais ou constrangedores, não ajuda a carreira literária. Um futuro leitor ou editor pode estar lendo.

- Aprenda a lidar com seu ego. Essa é uma carreira composta de “nãos”. Acostume-se. Você vai ouvir muitas coisas negativas do mercado e de alguns leitores. Um escritor precisa se acostumar com esse tipo de resposta ou com atitudes negativas, pois a carreira exige isso.

- Crie um plano maluco! Não existe fórmula mágica para o sucesso. Cada escritor tem uma história diferente de vida e de mercado. Se você parar para ouvir, quase todas são malucas e tinham tudo para dar errado. Crie sua própria e tente batalhar com todas as suas forças.

Posted in Atualizacao, O Inverno das Fadas, Resenha, Site | Leave a comment

Resenha de “O Inverno das Fadas” em Diário de uma Escritora

A querida Vivi Maurey do Diário de uma Escritora fez uma resenha de “O Inverno das Fadas”. Vamos lá ver?

Link original:

http://www.vivimaurey.com.br/resenha-o-inverno-das-fadas/

 

Resenha:

Sophia Coldheart é uma criatura denominada Leanan Sídhe também conhecida como “Fada Amante” ou simplesmente “Fada Namorada”. Neta do governador de Outro Mundo, Arawn.

Seu avô sempre soube que Sophia era diferente das outras fadas talvez pelo fato da sua mãe ter-se casado com um Elfo, seu filho e deste amor ter nascido Sophia..

O amor entre uma Leanan Sídhe e um Elfo é visto como suicídio considerando o fato de que todo homem que se apaixona por uma fada da espécie Leanan tende a sofrer até a morte. As Leanans possuem o poder de fazer qualquer pessoa com dons artísticos ser o melhor da sua época, mas este “presente encantado” vem acompanhado de consequências trágicas, não foram raras as vezes em que por amor à Sophia grandes cantores, guitarristas, escritores, atores definharam fatalmente por não a ter por perto porque, é no momento em que uma Leanan Sídhe sente possuir a essência da sua vítima que ela parte para a próxima conquista deixando-o entregue ao sofrimento.

Sophia até então nunca se apaixonou por nenhuma de suas conquistas e espera que isto nunca venha a acontecer, mas é imprescindível que a vítima se apaixone por ela pois se as Leanans não recebem a carga de energia que precisam, elas podem morrer.

Depois de inúmeras conquistas, o romance da vez de Sophia é William Bass, um jovem escritor que mora no Condado de Cúmbria no interior da Inglaterra, um pequeno lugar com menos de 5 Mil habitantes onde ele cuida de um Sebo e passa o dia rodeado de livros raros, LPs e CDs. William é o típico garoto que sofre ao conhecer Sophia, pois com certeza esta é a coisa mais incrível que pode acontecer na sua simples existência.

Bom, resumindo esta é a história de O Inverno das Fadas, livro lindo da Carolina Munhóz publicado pelo selo Fantasy da Casa da Palavra. É o primeiro livro da parceria que eu recebo para análise e sem dúvida eu não poderia ter começado de forma melhor. Gostei muito do livro que também foi minha primeira leitura de fadas, fico feliz por ter sido de uma autora talentosa e nacional.

A história toda é boa, mas o que na minha opinião deu um charme à mais foi a relação de vários personagens e fatos com a realidade, claro que nada explícito, mas na medida que você vai lendo vai percebendo em quem a autora se inspirou para criar alguns personagens, gostei muito disto, deu um certo de clima de familiaridade com a trama.

No início do livro eu peguei muita raiva da protagonista – Sophia – que nada mais era do que uma Fada mesquinha, orgulhosa e egocêntrica que acreditava que todos têm o dever de cair de amores aos seus pés, mas ao conhecer o amor verdadeiro, amadurece à olhos vistos e por amor à William, vai se tornando mais humilde e sensível.

Apesar de ser um livro sobrenatural, o fato de mesclar a fantasia com a realidade nos propicia uma maior identificação com os personagens e com o dilema por eles vivido nos fazendo vibrar, sofrer e torcer por um final feliz para Sophia e William.

 

Posted in Atualizacao, O Inverno das Fadas, Resenha, Site | Leave a comment

Resenha de “O Inverno das Fadas” pelo Balaio de Livros

Resenha muito bacana feita pela Vanessa Meiser do blog Balaio de Livros. Vamos lá comentar?

Link original:

http://balaiodelivros.blogspot.com.br/2012/08/o-inverno-das-fadas-carolina-munhoz.html

 

Resenha:

Sophia Coldheart é uma criatura denominada Leanan Sídhe também conhecida como “Fada Amante” ou simplesmente “Fada Namorada”. Neta do governador de Outro Mundo, Arawn.

Seu avô sempre soube que Sophia era diferente das outras fadas talvez pelo fato da sua mãe ter-se casado com um Elfo, seu filho e deste amor ter nascido Sophia..

O amor entre uma Leanan Sídhe e um Elfo é visto como suicídio considerando o fato de que todo homem que se apaixona por uma fada da espécie Leanan tende a sofrer até a morte. As Leanans possuem o poder de fazer qualquer pessoa com dons artísticos ser o melhor da sua época, mas este “presente encantado” vem acompanhado de consequências trágicas, não foram raras as vezes em que por amor à Sophia grandes cantores, guitarristas, escritores, atores definharam fatalmente por não a ter por perto porque, é no momento em que uma Leanan Sídhe sente possuir a essência da sua vítima que ela parte para a próxima conquista deixando-o entregue ao sofrimento.

Sophia até então nunca se apaixonou por nenhuma de suas conquistas e espera que isto nunca venha a acontecer, mas é imprescindível que a vítima se apaixone por ela pois se as Leanans não recebem a carga de energia que precisam, elas podem morrer.

Depois de inúmeras conquistas, o romance da vez de Sophia é William Bass, um jovem escritor que mora no Condado de Cúmbria no interior da Inglaterra, um pequeno lugar com menos de 5 Mil habitantes onde ele cuida de um Sebo e passa o dia rodeado de livros raros, LPs e CDs. William é o típico garoto que sofre ao conhecer Sophia, pois com certeza esta é a coisa mais incrível que pode acontecer na sua simples existência.

Bom, resumindo esta é a história de O Inverno das Fadas, livro lindo da Carolina Munhóz publicado pelo selo Fantasy da Casa da Palavra. É o primeiro livro da parceria que eu recebo para análise e sem dúvida eu não poderia ter começado de forma melhor. Gostei muito do livro que também foi minha primeira leitura de fadas, fico feliz por ter sido de uma autora talentosa e nacional.

A história toda é boa, mas o que na minha opinião deu um charme à mais foi a relação de vários personagens e fatos com a realidade, claro que nada explícito, mas na medida que você vai lendo vai percebendo em quem a autora se inspirou para criar alguns personagens, gostei muito disto, deu um certo de clima de familiaridade com a trama.

No início do livro eu peguei muita raiva da protagonista – Sophia – que nada mais era do que uma Fada mesquinha, orgulhosa e egocêntrica que acreditava que todos têm o dever de cair de amores aos seus pés, mas ao conhecer o amor verdadeiro, amadurece à olhos vistos e por amor à William, vai se tornando mais humilde e sensível.

Apesar de ser um livro sobrenatural, o fato de mesclar a fantasia com a realidade nos propicia uma maior identificação com os personagens e com o dilema por eles vivido nos fazendo vibrar, sofrer e torcer por um final feliz para Sophia e William.

Posted in Atualizacao, O Inverno das Fadas, Resenha, Site | Leave a comment

Resenha de “O Inverno das Fadas” pelo Being Journalist

A fofíssima Júlia Berringer do Being Journalist fez uma resenha muito bem construída de “O Inverno das Fadas”. Vamos ler e comentar?

Link original:

http://beingjournalists.blogspot.com.br/2012/08/resenhando-o-inverno-das-fadas-carolina.html?spref=tw

 

Resenha:

Quem acompanha o BJ no twitter sabe que eu tenho falado muito nesse livro. Eu o devorei em poucos dias, e logo que o terminei senti aquele sentimento que te dá quando você termina um ótimo livro: Você fica meio perdido, sem saber o que fazer da vida depois de tamanha carga de energia positiva.
EXISTEM PESSOAS NORMAIS em nosso planeta. Homens e mulheres simples que nascem e morrem sem deixar uma marca muito grande ou mesmo significativa na humanidade. Mas existem outros que possuem talentos inexplicáveis. Um brilho próprio capaz de tocar gerações. Como eles conseguem ter esses dons? De onde vem a inspiração para criar trabalho maravilhosos? São cantores com vozes de anjos, artistas com mãos de criadores e escritores imortais.Existe uma explicação para isso.Sophia é uma Leanan Sídhe, uma fada-amante, considerada musa para humanos talentosos. Ela é capaz de seduzir e inspirar um homem a escrever um best-seller ou criar uma canção para se tornar um hit mundial. A fada dá o poder para que a pessoa se torne uma estrela, um verdadeiro ícone, ao mesmo tempo em que se aproveita da energia do escolhido para alimentar-se.Causando loucura.E MORTE.
Agora, com uma sinopse dessa, quem consegue resistir ? Eu sou super chata quando o assunto é comprar livros, porque não tem coisa que me mate mais de raiva do que comprar um livro, e depois não gostar dele. Por isso eu pesquiso muito bem antes de fazer uma compra literária. O Inverno das Fadas é um livro recém lançado, por isso não existia muita informação sobre. Pesquisei sobre a autora, uma guria (linda, diga-se de passagem), jornalista e que gosta de Harry Potter. Não deu pra pensar duas vezes, comprei o livro. E na boa, até quem viu o meu sorrisinho bobo no trabalho hoje, sabe que o livro é bom demais.

Nos chama a atenção para aquela história de que para toda ação, existe uma reação. E ela nem sempre é ruim. Na vida, somos sempre obrigados à fazer escolhas. Nem sempre elas são tão fáceis quanto escolher entre o sabor da casquinha que você vai querer. Podemos fazer o chilique que for, enrolar o tempo necessário, ou até um pouco mais. Mas chega uma hora, que nos temos que tomar nossas decisões, deixando o orgulho um pouco de lado. Visando a felicidade de quem a gente ama, antes da nossa. Tomar o caminho mais difícil, ao invés do mais fácil. As escolhas de Sophia nunca foram tão simples quanto escolher um filme no cinema. Apesar de ser uma fada, Sophia tem muita coisa humana nela. Insegurança, medo, orgulho, e principalmente, amor. Amor que ela aprende na marra o que é, e como funciona.
Após passar um longo período sem sugar a energia de nenhum mortal, ela encontrando-se fraca, começa então, a ter visões com um jovem escritor, chamado William, que mora em uma minúscula cidade no interior da Inglaterra e trabalha em um sebo. Após receber sinais, ela decide encontrá-lo. Ela pensa que vai ser fácil seduzi-lo, somente mais um bobo artista desesperado por sucesso. E ela tinha o poder de dar à ele tudo o que eles sempre querem, fama e dinheiro.

Quando ela o conhece, se depara com um homem forte e seguro, que sabe como ninguém satisfaze-la como fada, Leanan e mulher. Ao passar do tempo, ela descobre estar diante de uma das piores situações que uma fada como ela pode se encontrar: Apaixonada.

Não se engane, você não vai precisar ler mais nenhum romance clichê e bobinho. Muito pelo contrário, a história te prende do início ao fim por ser exatamente um livro que foge dos padrões.

Preciso falar que eu recomendo ? Preciso, por necessidade minha: O livro é ótimo, e eu pretendo ler o outro livro da Carolina, ‘A Fada’ que também parece ser ótimo. Alguém quer me presentear e me fazer feliz? Não? Okay, eu mesma compro! Pra ler livros ótimos como esse, eu compro!

Posted in Atualizacao, O Inverno das Fadas, Resenha, Site | Leave a comment